Bandas irão trabalhar durante anos para desenvolver o tipo de química que se materializou no início da relação de trabalho entre Lizzy Plapinger e Max Hershenow. O que começou como um projeto experimental depois da faculdade tornou-se a MS MR, uma das nossas bandas favoritas deste ano.

Ninguém ali havia se visto como músico: Hershenow estava no caminho para uma carreira promissora de coreógrafo de dança moderna, enquanto Plapinger estava à frente da gravadora que fundou enquanto ainda era estudante, a Neon Gold. A história toda se deu porque Hershenow estava procurando uma cantora para assinar com ele um novo projeto e pediu uma lista de recomendações para Plapinger. Ela colocou-se nesta lista e a busca terminou ali mesmo.

No início a dupla se manteve no anonimato, trabalhando somente o nome MS MR. O trabalho foi, e continua a ser, muito experimental, por isso estavam cautelosos em utilizar influências para manipular a sinergia que haviam construído.

Em 2012 lançaram o primeiro EP, Candy Bar Creep Show, que foi uma mistura de canções de pop alternativo. Os hits eram do tipo que grudam na cabeça nos primeiros segundos e você não consegue parar de ouvir. No início de 2013, a dupla deixou o anonimato para trás. A principal faixa do álbum, Bones, tem sido um sucesso na televisão, com participação em episódios de Pretty Little Liars e Grey´s Anatomy. Também foi trilha de um vídeo promocional de Game of Thrones.

O primeiro álbum de estúdio, Secondhand Rapture, foi lançado em maio deste ano e trabalhado no circuito de festivais nos EUA.