O astro de Aposta Máxima – que é casado com Jessica Biel – preferia estar envolvido emocionalmente com outras coisas do que preocupado com o que os outros pensam.

Em entrevista à revista GQ, ele declarou: “Eu não sou legal. Ser legal é manter sua pressão arterial estável. Então, não. Não seja legal. Seja apaixonado, dedicado, obstinado, intransigente, feliz ou triste”.

O cantor de 32 anos afirma que seu desinteresse em ser legal tem aberto oportunidades em sua carreira: “Eu moldei minha carreira sem fazer coisas que eu não deveria fazer. E não me sentia bem quanto a isso. Ser legal significou passar por cima dessas oportunidades. Se você fizer isso é porque está com medo”.

Justin – que foi criado em Memphis, Tennessee-EUA – também admitiu que está surpreso por ter se tornado uma pessoa tão paciente depois de crescer cercado por “atitudes derrotistas”: “Eu cresci com um pouco desse peso nas costas. Às vezes acho engraçado ter sido capaz de adquirir paciência para ser gentil com as pessoas nos negócios. Às vezes só quero matar todo mundo”.